quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Viagem em Família (Parte #1) - Indianápolis, IN


O plano era partir de casa às 4 am. 
Com alguma demora pra levantar da cama, juntar e levar tudo para o carro, acabamos saindo às 5 am - cedo o suficiente para ver o nascer do sol enquanto viajavámos rumo ao Leste.


Bianca: travesseiros, mantinha, bolsa térmica, duas malas.
Eu: mais uma mochila, caixa térmica, e outras coisas que não me lembro mais.
Dentro do carro já estava: colchão (daqueles de esponja, enrolado), barracas, cadeiras dobráveis, comida não perecível.

A nossa frente, o nascer do sol.
Viajando na rodovia interestadual 70 (I-70), rumo ao leste.

Adoramos ter GPS em nosso celular. Google Maps é sempre muito útil nos dando rotas rápidas para nossos destinos. 

Porém, como a internet não funcionou durante boa parte da viagem, tivemos que usar um mapa "de verdade". A viagem se tornou ainda mais interessante com esses grandes mapas. Bianca e eu temos grifado no mapa de papel as estradas por onde passamos, registrando nossas rotas.

Co-piloto trabalhando duro

Minha esposa é linda linda linda demais, né não???

Moramos no estado do Kansas, há poucas milhas de distância da fronteira com o estado do Missouri. Assim sendo, para chegar no estado de Indiana tivemos que cruzar todo o estado do Missouri, e em seguida todo o estado de Illinois, de lado a lado.

Ao chegarmos no estado de Indiana, paramos em um centro turístico para esticar as pernas, encher garrafinhas de água, usar o banheiro, e pegar uns mapas e revistas turísticas gratuítas.




A caminho da cidade de Indianápolis, demos uma passadinha no Brasil.


Sim! Tem um Brasil dentro dos E.U.A., no estado de Indiana. Ficamos bem surpresos também. Não tivemos tempo para parar na cidade, mas foi legal passar por perto.

Milha após milha, paisagem após paisagem, após 8 horas chegamos em Indianápolis.


Trajeto da viagem: Kansas City - Indianápolis

Primeira parada em Indianápolis: visitação ao Templo.

Breve explicação sobre o Templo: 
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias constrói Templos como lugares sagrados de adoração e reverência ao Salvador, Jesus Cristo. Diferentemente das capelas, onde reuniões e atividades semanais são realizadas e todos são bem vindos a comparecer, nos Templos apenas membros da Igreja que apresentem uma conduta de vida digna, condizente com os princípios e mandamentos ensinados, podem entrar no Templo. 

Porém, antes que o Templo seja "dedicado" ao Senhor (uma cerimônia onde o Profeta ou um dos Apóstolos atuais realiza dentro do templo), o edifício é aberto ao público e todos - membros ou não membros - tem a oportunidade de conhecê-lo por dentro. 

Por se tratar de edifícios tão especiais (além de muito bonitos), Bianca e eu gostamos de frequentá-los. Aproveitamos a oportunidade para participar desta visitação pública ao Templo de Indianápolis, a convite e incentivo de nossos amigos Aaron e Savannah Weech.

Há atualmente 6 destes Templos construídos no Brasil (veja a localização destes através do site http://lds.org.br/locations). Outros dois estão em processo de construção (um em Fortaleza, CE e outro em Rio de Janeiro, RJ).

Maiores informações sobre os Templos: https://www.lds.org/topics/temples?lang=por



Além de nossos amigos Aaron e Savannah (à direita), Gene e Diana também foram à Indianápolis.
Nossas famílias frequentam a mesma ala da Igreja aqui em Kansas City, e somos bons amigos.



Anexo ao Templo, há uma tenda montada para este período de casa aberta onde são exibidos materiais de Igreja.
Há lá também uma réplica da estátua Christus, originalmente esculpida por Bertel Thorvaldsen em 1838.
Bianca e eu gostamos muito desta representação de Cristo.

Dentro desta tenda há também uma foto bem grande do templo e uma camera fotográfica especialmente preparada para tirar fotos como esta. Quando a foto está pronta, ela é enviada para o seu email pessoa. Bianca e eu gostamos muito dessa idéia.

Após a visitação do Templo, nossos amigos nos convidaram para ir jantar "Cajun", comida típica da região sudeste dos E.U.A. - muito gostosa e bastante apimentada.

Alimentados, nos despedimos de nossos amigos e partimos rumo ao camping - mais 1 hora de viagem.





Corremos para chegar ao camping antes do pôr do sol, conseguindo montar a barraca com sucesso.
A parte difícil foi fazer acender o fogo para preparar os deliciosos "S'mores" - sanduiche de biscoito, chocolate e marshmallow. Infelizmente tivemos que usar alguns dos mapas turísticos que pegamos no caminho para fazer o fogo pegar. :(

Barraca montada em aprox. 15 min.
Fogueira acesa após mais de 1 h.

S'mores


domingo, 2 de agosto de 2015

Atividade do Instituto - Visita aos Locais Históricos da Igreja

Há algumas semanas atras participamos de uma atividade do Instituto visitando locais históricos da Igreja aqui por perto.

Cerca de 30 jovens participaram desta atividade, guiada por Brother Mitchell - professor do Instituto. 

Foram conosco em nosso carro (na foto abaixo, da esquerda para a direita: Camry, Jaléh e Kendall). Foi muito legal viajar com eles. 

Viemos a saber algumas semanas depois que Kendall recebeu seu chamado missionário para servir em Porto Alegre Norte!!!




Ponte sobre o rio Missouri

O ponto de encontro para todos os jovens foi no centro de visitantes de Independence. Brother Mitchell iniciou a atividade dando um resumo histórico sobre os locais que iriamos visitar.




Saindo do centro de visitantes e atravessando duas ruas, chegamos ao terreno do templo de Independence - dedicado por Joseph Smith, mas deixado para trás quando os membros da Igreja se mudaram de lá devido a perseguição religiosa.







Em seguida fomos à histórica cadeia de Liberty, lugar onde Joseph Smith e outros líderes da Igreja ficaram presos durante 5 meses de inverno, por falsas acusações contra sua pregação religiosa.

Há algumas décadas a Igreja comprou o terreno onde ficava as ruinas desta cadeia, e restaurou parte do edifício. Há uma interessante apresentação aos visitantes que remonta resumidamente o acontecido com Joseph e os demais.



Próxima parada: Far West. Este lugar, assim como outros, foi habitado por membros da Igreja que fugiram de Independence. Após algum tempo, outro terreno foi dedicado para a construção de um templo ao Senhor. Outra vez, a perseguição religiosa veio seguida pela fuga dos que ali moravam antecedeu o início da construção do templo.

Hoje em dia a Igreja possui o terreno e construiu um bonito memorial no local. As pedras de esquina do templo, dedicadas juntamente com o terreno, estão lá preservadas.








  







O último local a ser visitado seria o vale de Adão-Ondi-Amã. Como todos estes lugares são consideravelmente longe um do outro, passamos algum tempo viajando. Mas isso não foi problema, visto que as paisagens do Missouri são muito bonitas. Muita vegetação, algumas fazendas, sobe e desce em colinas.







video





Próximo às ruinas da fundação da casa onde morava Lyman Wight, membro da Igreja antigamente.















Foi muito bom aprender com as histórias que Brother Mitchell ensinava a cada [muitas] vezes que parávamos em algum desses lugares. Ele contou a histórias de membros que participaram dos primeiros anos da Igreja. 

O sentimento que tivemos ao visitar estes lugares foi o de muita gratidão pelas pessoas que sacrificaram muito/tudo o que tinham para que hoje possamos frequentar a Igreja semanalmente - o que nos faz muito bem e nos ensina a ser melhores a cada dia.

Recomendamos a qualquer pessoa, membro da Igreja ou não, que se tiverem a oportunidade de vir aos EUA e passar por esta região entre Kansas e Missouri, visitem estes lugares e ponderem sobre os pensamentos e sentimentos que lá terão.